tipos de vídeo - tela de uma filmadora em destaque
06 de janeiro de 2022Categoria: Tendência Audiovisual

Precisa conhecer as possibilidades de gravação em vídeo para sua empresa, mas não sabe por onde começar?  Aqui, você conhecerá os 20 tipos de vídeo mais utilizados em produções audiovisuais. Mas, antes de tudo, por que esse recurso é essencial?

Em primeiro lugar, um pouco da história de como o audiovisual vem sendo usado.

Desde seu surgimento, o audiovisual é utilizado de diversas formas. Começou como entretenimento, com os filmes. Depois, no jornalismo, com os informes da Segunda Guerra.

Então, surgiu a Televisão. A partir daí, começaram a apostar no audiovisual para a realização de campanhas publicitárias.

Deu certo! Muitos jingles se tornaram parte das memórias das pessoas e, posteriormente, criaram premiações para as melhores propagandas.

tipos de vídeo - landing page do YouTube

Dados sobre o consumo de vídeo durante os tempos de #FiqueEmCasa

Com a pandemia, as pessoas ficaram mais em casa e o consumo de vídeos cresceu mais ainda.

No final de maio de 2020, foi divulgado um levantamento feito pela TIC Domicílios para o ano de 2019:

  • 87% das pessoas entrevistadas da classe A afirmaram que têm o hábito diário de assistir a vídeos;
  • 65%, somados das pessoas entrevistadas da classe D e E, fizeram a mesma afirmação;
  • 73% dos brasileiros entrevistados têm o costume de compartilhar vídeos com terceiros.

Já um estudo da Ipsos Mori feito para o Google em 2020, ao analisar vários países, incluindo o Brasil, trouxe esses dados:

  • 70% das pessoas acessaram o YouTube para assistir eventos em Lives;
  • 47% das pessoas disseram que assistir vídeos, em 2020, ajudou a lidar com algum problema pessoal;
  • 40% das pessoas afirmaram que participam de uma atividade enquanto assistem a algum vídeo.

Ou seja, as produções audiovisuais são uma parte essencial na vida das pessoas.

É muito raro alguma marca permanecer no mercado sem nunca ter feito uma campanha publicitária no formato audiovisual. Sem ela, a marca não existe, praticamente.

Além disso, como será tratado adiante, existem várias formas de se fazer propaganda ou qualquer outro projeto em vídeo. E, eventualmente, de maneiras que fogem do tradicional.

Quer saber mais? Acompanhe uma lista dos 20 tipos de vídeo mais utilizados no mercado!

tipos de vídeo - visão panorâmica de pessoas trabalhando no escritório

1. Institucional

Basicamente, o vídeo de caráter institucional pode funcionar como um cartão de visitas de uma empresa ou instituição. Nele, a empresa conta um pouco de sua história, dos seus fundadores, seus valores e metas para o futuro.

É usado para se comunicar com os clientes, como uma forma de certificar a qualidade técnica dos seus produtos ou de seu atendimento. Do mesmo modo, é usado com os funcionários recém-contratados, para prepará-los e motivá-los, criando uma conexão com eles.

Também pode ser usado em outros formatos, como educativo ou social, para criar um vínculo com a comunidade como um todo. Assim, dependendo do formato escolhido, a duração do vídeo pode chegar a 30 minutos.

Alguns exemplos de vídeos institucionais:

  • BHAIRPORT — concessionária do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte;
  • Bume — plataforma de gestão e vendas em redes sociais;
  • Take — plataforma de desenvolvimento de Chatbots.

2. Apresentação de produto

Os tipos de vídeo em que se apresentam produtos são muito semelhante a uma propaganda de TV, onde o intuito é mostrar o produto e as suas funcionalidades. Serve tanto para produtos físicos como digitais e serviços.

A ideia é expor novos produtos e serviços ou os que já são consagrados da empresa, como também criar expectativas em torno de alguma novidade. Geralmente, são vídeos curtos de, no máximo, 5 minutos.

Alguns exemplos de vídeos de Apresentação de Produto:

  • Super Frango — empresa alimentícia;
  • ABIP — Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria;
  • Sicoob — Instituição Financeira Cooperativa.
tipos de vídeo - duas pessoas conversando pelo zoom

3. Boas-vindas

Um vídeo de boas-vindas é muito utilizado por YouTubers como introdução para novos inscritos. É também usado por professores ou instrutores de cursos on-line para apresentarem a si mesmos e o conteúdo de seus vídeos.

Geralmente, são curtos, com um minuto e meio ou dois, no máximo. Nesse tempo é importante fazer uma apresentação básica de si e do tema que vai tratar.

Nesse sentido, também é possível fazer vídeos de boas-vindas para novos alunos de uma instituição escolar ou para novos funcionários de uma empresa. Afinal, quem não gosta de ser bem recebido, não é mesmo?

4. Apresentação profissional

Os tipos de vídeo de apresentação profissional são comumente utilizados em processos seletivos virtuais.

Atualmente, com o aumento recente do home office, tornou-se comum que os empregadores solicitem vídeos aos seus candidatos se apresentando para a vaga concorrida.

Essas apresentações costumam ter duração mínima de 3 minutos e o candidato deve informar os seus dados pessoais, suas qualidades, seus defeitos, suas experiências anteriores e seus objetivos.

Em suma, é como se estivessem em uma entrevista de emprego presencial e o recrutador solicitasse: fale sobre você, sua carreira e aspirações.

tipos de vídeo - pessoa fazendo uma live

5. Lives

Live Streaming, ou simplesmente Live, significa transmissão ao vivo de áudio e vídeo na internet. Seu uso é muito comum em várias plataformas, como YouTube, Twitch, Twitter, TikTok, Facebook e Instagram.

Não há limitação de conteúdo para a realização de lives, basta apenas uma pessoa e o público. Um formato que também está em alta é a transmissão de uma sala aberta de bate-papo, em que duas pessoas ou mais realizam a transmissão em conjunto.

A duração depende da plataforma e do que está sendo transmitido: reações, gameplay, entrevistas, estudo ou simplesmente um bate-papo com os seus seguidores.

Aliás, depois que a pandemia começou, as lives de shows se tornaram muito comuns. Como resultado, no YouTube, os shows transmitidos nas lives geralmente eram de cantores sertanejos e de pagode. Enquanto isso no Twitch, lives comandadas por DJs eram a maioria.

Além dessas variações, também existem as lives de leitura/trabalho. Nas lives de leitura, é possível criar um clube do livro virtual, onde a pessoa que está transmitindo propõe discutir o que foi lido.

Ao contrário das lives de trabalho, que são geralmente feitas por quem trabalha em casa e no computador, onde há intervalos de 15 minutos para que haja interação com os inscritos.

Qual é o alvo de cada plataforma?

No YouTube, o foco é variado, vai de entrevistas, Gameplays e até exibição de shows. No caso do Twitch, apesar de também ter vários tipos, o foco principal é o Gameplay.

Já no TikTok e no Instagram, o foco é tanto nas entrevistas quanto nos influenciadores conversando com os seus seguidores. E no Facebook também há uma variação, mas não é muito usado atualmente.

Além dos temas já citados em outras plataformas, as lives também foram usadas de forma jornalística, exibindo eventos em tempo real.

6. Unboxing

A tradução literal de unboxing é “tirar da caixa”. É também conhecido como “vídeo de recebidos”, onde a pessoa se filma abrindo a embalagem de um produto para mostrar aos seus seguidores.

Não são apenas influenciadores que fazem esse tipo de vídeo, mas colecionadores e pessoas cujo foco é avaliar produtos também.

É uma tática muito usada por marcas de colecionáveis, de tecnologia e até de produtos alimentícios.

Mas não basta somente mandar uma caixa de papelão com o seu produto dentro. Ou seja, é necessário criar toda uma ação de marketing em cima, usar embalagens atrativas, informes especiais sobre a empresa e o produto e até brindes para os influenciadores.

Por exemplo, caso a sua empresa for de varejo, pode-se criar uma ação onde mostra o cliente recebendo e abrindo o seu produto.

A duração máxima desses tipos de vídeo é de 15 minutos, dependendo da quantidade de produtos que serão retirados das caixas.

tipos de vídeo - pessoa realizando um webinar

7. Webinar

Um webinar, muito utilizado por instituições de educação durante a pandemia, é um seminário feito on-line, gravado ou ao vivo com participação dos espectadores via bate-papo.

Assim como é utilizado para treinamentos, aulas, apresentação de projetos, congressos ou outro evento para públicos maiores e até desconhecidos.

Quais são os benefícios?

É um dos tipos de vídeo perfeitos para gerar leads, consolidar sua autoridade e conteúdos ricos, tendo excelente custo-benefício e a capacidade de interação com o seu público, caso feito ao vivo.

Conforme um estudo da GoTheWebinar, The 2017 Big Book of  Webinar Stats, constatou-se que 73% dos entrevistados, profissionais de marketing B2B e líderes de vendas, creem que o webinar é a melhor maneira de gerar leads de alta qualidade.

E de acordo com um relatório da ON24, Webinar Benchmarks 2019, em média, a taxa de comparecimento em webinars é de 46%.

As plataformas mais usadas para Webinar são: YouTube Live, Google Hangouts e GoTheWebinar. Por fim, os vídeos desse tipo duram, em média, de 30 a 120 minutos.

8. Tutorial

O tutorial é um dos tipos de vídeo, como o próprio nome diz, usado para ensinar. Entre os variados temas estão:

  • consertos de eletrônicos;
  • funcionamento de programas de computador e como operá-los;
  • maquiagem;
  • artesanato;
  • como tocar instrumentos musicais;
  • dança;
  • e até para corte de cabelos.

O atrativo de vídeos de tutoriais é o fato de poder acompanhar passo a passo o processo com imagens e sons, sendo mais didático e fácil de assimilar.

Por exemplo, na lista criada pelo YouTube, de tutoriais mais procurados entre 2012 e 2015, estavam desde tutorial de como desenhar até tutorial de como ficar em forma.

Assim sendo, a duração varia entre 5 a 30 minutos, dependendo do tema tratado no vídeo.

tipos de vídeo - pessoa gravando com celular e estabilizador

9. Websérie

A websérie é uma produção de ficção feita exclusivamente para internet. As principais plataformas que divulgam esse tipo de vídeo são YouTube e Netflix. Existem, também, as webséries animadas, garantindo a atenção de todos os públicos.

A duração varia entre 8 e 30 minutos e até uma hora por episódio, dependendo do formato desejado. Se for algo curto, destinado a um público casual, o recomendado são as produções de até 8 minutos.

Já se a intenção for criar algo nos moldes tradicionais da televisão, mas para ser transmitido na internet, o recomendável são as produções de 30 minutos até uma hora.

Quais são os outros formatos?

Existem as webséries de extensão, geralmente criadas por emissoras de TV como spin-off ou um projeto transmídia de alguma produção televisiva.

Existem também as webséries interativas, que estimulam a interação e o engajamento do público na condução da história.

Diversas marcas, como a Nike, já criaram campanhas publicitárias em formato de websérie, para atrair a atenção de seus consumidores.

E ainda há o tipo de websérie feita por vloggers e as independentes, ideais para produções de baixo orçamento.

As webséries curtas também são ideais para consumo rápido, onde o público pode assistir em uma fila de banco ou à espera de um ônibus.

Os benefícios de fazer uma websérie, seja de longa ou curta duração, é a liberdade criativa e a alta adesão do público, com a possibilidade de criar uma legião de fãs, fazendo a produção ser presente nos tópicos de discussão em redes sociais.

Exemplos de produções de webséries:

10. Depoimentos de clientes, parceiros e colaboradores

A gravação de depoimentos de clientes, parceiros e colaboradores é um dos tipos de vídeo usados tanto com vídeo institucional quanto solo, como um reforço para atrair novos clientes e parceiros.

Seu principal objetivo é validar tanto a entrega quanto a qualidade do produto ou serviço prestado, trazendo mais credibilidade e confiança para a empresa. Além disso, otimiza sua estratégia de marketing digital, criando experiências de valor para o seu mercado.

Também, busca valorizar o relacionamento entre o cliente e a empresa, mostrando que a sua opinião importa. A duração varia entre 1 e 6 minutos.

tipos de vídeo - pessoa segurando um pacote de presente natalino

11. Datas comemorativas

A produção audiovisual relacionada a datas comemorativas é um dos tipos de vídeo que usam datas como Natal, Dia dos Pais e Dia das Crianças para impulsionar o seu alcance e/ou vendas.

Costumam ser vídeos de curta duração, entre 30 segundos e 2 minutos. Conheça alguns exemplos de vídeos de datas comemorativas:

12. Reações

Vídeos de reações são literalmente reações a algo. Podem ser trailers, filmes, séries e até músicas. Mas engana-se quem acha que esse é um dos tipos de vídeo mais recentes.

Os primeiros desse tipo que se tem notícia são de 2007, as pessoas costumavam filmar conhecidos ao jogarem O Jogo do Labirinto.

Ele consistia no jogador passear com o mouse por um labirinto e, no final da 3ª fase, ser surpreendido com uma foto assustadora que aparecia, rapidamente, na tela. As pessoas se divertiam com os sustos que os jogadores desavisados levavam.

Isso acabou dando origem a esse gênero ao ser notado o interesse de pessoas verem outras reagindo a coisas assustadoras, músicas, filmes antigos, séries e trailers de produções da atualidade.

Como funciona?

Antes de tudo, as reações a produções cinematográficas e musicais são usadas apenas com fair use. Em outras palavras, o uso é aceitável ou razoável.

As plataformas costumam limitar o uso por até 15 segundos. Ou seja, ultrapassando esse tempo, existe o risco de o vídeo não ser monetizado e até ser tirado do ar.

O foco desse tipo de vídeo é, principalmente, no YouTube e, eventualmente, em transmissões ao vivo no Twitch. No YouTube, o máximo de duração é entre 30 e 40 minutos. Contudo, sendo todos gravados e editados para não infringir direitos autorais.

Porém, no Twitch, por ser uma plataforma de transmissões ao vivo, não há limite de duração. Geralmente, as reações feitas lá são a vídeos do YouTube ou vídeos de domínio público.

Empresas podem utilizar os vídeos de reações positivamente ao convidar influenciadores para reagirem aos seus produtos ou serviços.

tipos de vídeo - pessoa segurando um controle de videogame

13. Gameplay

Assim como os vídeos de reações, o gameplay é muito usado no YouTube, no Facebook Gaming e no Twitch, sendo mais popular no último. Ou seja, mesmo existindo o Facebook Gaming, a preferência do público-alvo é o Twitch e, logo em seguida, o YouTube.

Além dos vídeos que mostram as pessoas apenas jogando, têm aqueles que são tutoriais de como jogar determinado game e aqueles que acabam virando webséries, com edições trabalhadas onde o foco, às vezes, extrapola o jogo.

O gameplay também pode variar entre transmissões ao vivo ou gravadas e editadas.

Todavia, as transmissões ao vivo costumam ser as mais longas, entre 1 e 5 horas. Já os vídeos gravados, por outro lado, têm entre 30 a 45 minutos no máximo de duração.

14. Resenha

Um dos tipos de vídeo comuns no YouTube, a resenha é aquele em que a pessoa expõe a sua opinião sobre algum filme, série, livros, entre outros.

Costumam ser vídeos de até 45 minutos, gravados e editados. Mas, existem resenhas transmitidas ao vivo e com a participação dos inscritos.

Além disso, podem ser críticas ou descritivas. Desse modo, pode ou não ter revelações importantes sobre o conteúdo comentado. Mas, caso tenha, é sempre importante avisar os seus inscritos antes, principalmente quando for lançamento.

Sendo assim, os temas mais relevantes para esse tipo de vídeo são filmes, séries e livros que são parte da cultura nerd.

 tipos de vídeo - pessoas rindo em uma biblioteca

15. Humor

Esse é um dos outros tipos de vídeo que costumam fazer muito sucesso nas redes, principalmente no YouTube e no TikTok.

Existem muitos canais que trabalham com o humor e, a cada, muitos outros canais surgem. Alguns YouTubers de humor conseguiram atingir o status de celebridades, com mais de 40 milhões de inscritos.

E, com a aparição do TikTok, o espaço aumentou, com muitos vídeos curtos sendo compartilhados em outras redes, como Twitter, Instagram e WhatsApp.

Os vídeos costumam ter duração máxima de cinco minutos. Ou de apenas 1 minuto no TikTok. Dessa forma, os conteúdos vão de esquetes curtas até a vlogs ou exibição de stand-up.

16. Podcast

Apesar de ter surgido como uma mídia de áudio, os podcasts se popularizaram no YouTube quando alguns começaram a filmar suas gravações ou transmiti-las ao vivo.

No Brasil, muitos já tem até patrocínio de grandes marcas. E é um mercado em crescimento.

O tempo de duração desse tipo de vídeo costuma ser de 40 minutos a 2 horas e meia, em caso de transmissão ao vivo.

Os podcasts em formato audiovisual tratam de diversos assuntos, assim como em sua mídia original. Mas a grande busca no YouTube é por podcasts de entrevistas. Principalmente se os entrevistados forem famosos.

Em síntese, os podcasts de entrevistas que mais chamam atenção são aqueles que abordam política ou algum tema polêmico da atualidade.

tipos de vídeo - cartas de vidente

17. Esoterismo

Um outro tipo de vídeo que aumentou no YouTube, recentemente, foi o de esoterismo. Alguns com leituras de Tarot, outros falando sobre astrologia e, ainda, há aqueles que unem esse tema com humor.

Apesar de focar em um nicho específico, há de se considerar o sucesso de alguns canais, que já chegaram ao status de verificados no YouTube. Dependendo do formato, o tempo de duração varia entre 5 e 45 minutos.

18. Música

Da mesma forma existem vídeos sobre filmes, existem as produções cujo o foco principal é a música.

Mas, diferentemente dos tipos de vídeo anteriores, esses costumam ser mais técnicos, contendo entrevistas, análises de álbuns recentes e antigos, notícias do mundo da música, entre outros.

Frequentemente, alguns desses vídeos são feitos por músicos profissionais, outros por jornalistas especializados e também há os feitos por fãs — tanto por quem já estuda música quanto por quem só consome.

tipos de vídeo - pessoas preparando receitas na cozinha

19. Culinária

Com a popularização de programas e reality shows culinários na TV, isso ressoou na internet também.

Podendo atender a vários nichos diferentes ou apenas a um, eles têm uma grande demanda, principalmente com pessoas entre 18 e 34 anos.

Em 2014, por exemplo, segundo uma avaliação feita pelo Google, pela Millward Brown Digital e pela Firefly, as pessoas dessa faixa etária consumiam 30% a mais desse conteúdo do que de outros temas.

Segundo o próprio Google, em 2013, as visualizações de vídeos de culinária aumentaram 59% e o engajamento social cresceu 118%.

Portanto, por ser um tema vasto, há conteúdo de seus vídeos para públicos de diversos tipos.

Em outras palavras, alguns são voltados somente à culinária vegetariana, outros voltados apenas a receitas nacionais, alguns especializados em comidas saudáveis  e ainda há aqueles com receitas do mundo todo.

20. Infantil

Por último, existe o conteúdo audiovisual infantil. Afinal, não são apenas os adultos que consomem vídeos na internet. As crianças fazem parte do grande número de usuários que, antigamente, assistiam à TV.

Mas com a falta de programação infantil nos canais abertos, muitas optaram pelos vídeos no YouTube. Apesar das polêmicas em relação à publicidade e materiais impróprios, em contrapartida, ainda existem conteúdos seguros.

Nesse sentido, é possível encontrar vídeos de contadores de histórias, tanto com pessoas quanto com fantoches. Bem como vídeos ensinando receitas simples ou a criar brinquedos artesanais.

Inclusive, o YouTube Kids foi criado especialmente para as crianças acessarem apenas conteúdos seguros para a sua faixa etária.

tipos de vídeo - profissional filmando um grupo de pessoas

Por onde começar e qual entre os tipos de vídeo devo escolher?

À primeira vista, com a popularização de celulares com filmadoras e o surgimento da internet, a produção de audiovisuais se tornou acessível a todos, mas, ao mesmo tempo, também aumentou a demanda — a maioria de forma caseira, pois hoje qualquer pessoa pode fazer gravar, editar e postar um vídeo na internet.

No entanto, por mais que você ou algum parente possa ter as ferramentas em mãos, existe a necessidade de uma produção profissional se você quiser realmente valorizar os seus vídeos e alcançar resultados positivos para a sua empresa.

Lembre-se que o profissionalismo também é necessário para passar credibilidade para os seus clientes. Afinal, um vídeo bem produzido pode te ajudar no engajamento e/ou no marketing de sua empresa.

Mas qual dos 20 tipos de vídeo é o mais recomendável? Isso depende de qual é o seu foco ou da sua empresa. E também de qual tipo que mais se encaixa na sua proposta e para quem você deseja se comunicar.

Por fim, basta criar um briefing objetivo e claro e ir em busca de profissionais.Ficou interessado, mas precisa de uma produtora? Então entre em contato com a Guerrilha.

Veja também

18 de janeiro de 2022

O que é marketing de influência e por que utilizá-lo?

O marketing de influência é uma das estratégias de publicidade que mais tem se destacado nos últimos anos, e não […]

Leia mais
13 de janeiro de 2022

Storytelling para vídeo: por que a narrativa importa?

Quem não ama uma boa história? Com uma boa narrativa é possível despertar sentimentos no leitor, gerando mais identificação e, […]

Leia mais
04 de janeiro de 2022

O que é fotografia cinematográfica? Descubra!

Entre as muitas partes que compõem um filme, a fotografia cinematográfica é um dos mais importantes. As escolhas feitas por […]

Leia mais
Open chat